10 de abril de 2018 Aventura , Cultura , História , Passeio

O que fazer em Santiago e arredores

Destino: Santiago do Chile – uma metrópole entre as montanhas dos Andes

Em Santiago há uma infinidade de atividades, seja ao ar-livre - nos muitos parques, em museus e até em shoppings. O que não falta é o que fazer. Mas para não perder tempo, você como bom viajante que é, sabe que planejamento é tudo. Então veja como encaixar os passeios de uma forma que dê para aproveitar sem correria.

Veja nossas dicas:

Parque Quinta Normal

O Parque Quinta Normal é um lugar que você pode dedicar uma manhã - caso esteja com tempo de sobra e goste de fazer piquenique sob árvores frondosas. Caso não seja fã, vale a visita sem o piquenique. No Parque há cinco museus: Museu Nacional de História Natural, Museu Ferroviário, Museu de Ciência e Tecnologia, Museu de Arte Contemporânea e Museu da Memória e dos Direitos Humanos. Para chegar ao Quinta Normal de metrô é fácil, a estação fica na porta do Parque. Tome a Linha 5 Verde para a Estação Quinta Normal.

Cerro Santa Lucía

O parque é grande, arborizado, bonito, limpo:  Um convite ao descanso. Mas, vou logo avisar, tem alguns trechos do passeio que você pode cansar - caso não esteja em sua melhor forma. Leia aqui sobre nossa visita ao Cerro.

Sky Costanera

O Sky Costanera é o maior mirante da América Latina. Fica a 300 metros de altura, no topo de um prédio onde também funciona o Shopping Costanera - que também é um passeio interessante para quem gosta de compras. Nesse shopping tem o Supermercado Jumbo onde é possível comprar bebidas e temperos tipicamente chilenos.

O super mirante funciona todos os dias, das 10h às 22h, sendo que a última subida do elevador é às 21h. O ingresso custa 15 mil pesos chilenos, para adultos, e 10 mil pesos chilenos para crianças de até 12 anos. Uma dica é ir no final do dia para acompanhar o pôr do sol de Santiago em 360º. Para chegar ao Sky Costanera tome a linha 1 do metrô até a Estação Tobalaba.

Pomaire

A uns 50 quilômetros de Santiago está Pomaire, uma vila formada principalmente por artesãos. Os moradores do local são especialistas em argila preta, a greda. Há várias lojas - de todos os tamanhos - com artesanias típicas. Atenção para o mascote de Pomaire: o porquinho com três patas. Também em Pomaire há as empanadas tamanho gigante! Você vai conhecer uma pequena vila chilena onde há artesanato regional e comida deliciosa. Nós fomos em carro locado, mas é possível ir de ônibus. Para isso, pegue o ônibus para Melipilla, no Terminal San Borja, na Estação Central do Metrô de Santiago.


Autor: Marcela Ximenes, Teu Norte
Compartilhar: